CDL GRAMADO

Vendas natalinas devem crescer 3% em volume e 4% em faturamento, prevê Aurora

A Cooperativa Central Aurora espera aumentar em 3% o volume de vendas de aves e suínos para as Festas de fim de ano. Em faturamento, a expectativa é crescer 4% em relação a 2018, segundo projeção do diretor Comercial da empresa, Leomar Somensi. O consumidor, porém, gastará mais. Estima-se que o preço final dos produtos desta categoria vai aumentar entre 15% e 20%, por causa do desempenho excepcional das exportações brasileiras de proteína animal.

“O Brasil exportou muita carne neste ano, não há nenhum produto em falta, mas as vendas aquecidas para o exterior estimulam o aumento de preço no mercado doméstico porque a oferta, naturalmente, diminuiu,” explica Somensi. Para ele, o maior aumento no preço de varejo virá na linha de alimentos à base da carne suína. Esse foi o produto com mais reajustes durante o ano em consequência das elevadas vendas para o mercado chinês. Por isso, a Aurora terá oferta relativamente menor. No segmento de aves, houve um nível menor de reajustes e tendência de consumo maior neste Natal.

O presidente da Aurora, Mário Lanznaster, acrescenta que empresa a trabalha com perspectivas otimistas por que a taxa de confiança do consumidor melhorou, o desemprego recuou e os indicadores econômicos, como inflação e juros, são positivos.

Neste ano, a cooperativa ainda apostou no reforço das equipes de vendas e, com isso, já comercializou dois terços dos kits da Linha Boas Festas produzidos para os festejos natalinos. “O que aconteceu foi uma antecipação das compras por parte das empresas, em decorrência de nossa estratégia e não em razão de algum fator mercadológico”, afirma o diretor Comercial.

Exportação

A Aurora destaca o bom desempenho das exportações da cooperativa decorrente da peste suína africana (PSA) na China, que elevou a demanda do país asiático por carnes importadas. “A Aurora ampliou de 25% para 30% a parcela da receita operacional bruta obtida com as exportações”, diz a companhia e a expectativa é que essas condições favoráveis permaneçam em 2020.

Fonte:  Época Negócios
Classificado como:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *